15.4.07

Em escuta ali ao lado

Os The Gift preenchem o ambiente sonoro deste blogue e, talvez menos importante mas mesmo assim digno de nota, preenchem também as páginas do EP3, suplemento de música do "El País", acessível por aqui. Os The Gift já marcaram presença neste blogue antes, quer através da cabine do dj quer através do You Tube, mas a verdade é que podiam muito bem ser presença fixa. Assim uma coisa do género de banda sonora oficial. Fazem-me recuar até 1999 - ou coisa que o valha - e ao dia em que um amigo convence-me a acompanhá-lo a um concurso de bandas algures na Margem Sul onde, assegurava ele, no final ia tocar uma excelente banda de Alcobaça. E pronto, convencido assim que escutei os primeiros acordes, ali nasceu uma admiração que permanece até hoje. Recordo mesmo um inquérito feito por telefone, um ou dois anos mais tarde, onde do outro lado da linha pediram para indicar a figura pública mais sexy de Portugal. Sónia Tavares respondi imediatamente. Quem, questionaram do outro lado da linha. Sónia Tavares repeti. Obrigado pela sua participação, remataram. Estou bem convencido que a minha participação não foi validada. Mas esse caso remete para os arquivos do Achtung Baby e para um post que já andava aqui guardado há algum tempo. Porque qualquer tomada de posição pública em defesa de Sónia Tavares merece ser divulgada em larga escala.

"(....) por que é que não se fala de Sónia Tavares? Insiste em falar-se de Scarlett Johansson, mas ninguém fala de Sónia Tavares. Poderá ser por causa da tatuagem, mas ainda assim não percebo. Talvez compreenda mas não perceba, ou não perceba nem compreenda, nunca entendi bem essa distinção. Portanto, ignore-se a tatuagem - falamos de Sónia Tavares.
Aliás, a partir de hoje, sempre que me falarem de Scarlett Johansson, responderei: "Sónia Tavares".

1 Comentários:

Às 2:29 da manhã , Blogger Samuel F. disse...

Hum...... Quem seria??

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial