16.12.06

É como os posts

"(...) Mesmo no seu auge, uma pessoa entrega, no máximo dos máximos, uma crónica boa, sabendo que a seguinte vai ser uma merda, e a seguinte também, e a seguinte também. Ou seja, uma crónica boa em cada quatro. Estou a falar a sério. Já cheguei a pensar que a sequência média era: crónica boa, merda, crónica boa, merda. Mas não é. E se por acaso fizeres duas crónicas boas, intervaladas com uma de merda, logo a seguir tens merda, merda, merda, merda"

Miguel Esteves Cardoso em entrevista ao suplemento do "Diário de Notícias"

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial