29.3.08

Ó gorda sai da frente

O rapaz que assumiu o papel de realizador no caso da Carolina Michaelis vai ser transferido para outra escola. O que confere ao episódio contornos muito semelhantes ao final do "Seinfeld", onde Jerry, George, Elaine e Kramer se divertiam a filmar um assalto, aproveitando para tecer comentários à medida que a cena se ia desenrolando. Acabaram por ir a tribunal por infrigirem a lei do "Bom Samaritano", segundo a qual teriam a obrigação de prestar auxilio à pessoa em perigo. Na sua defesa, o excêntrico advogado argumentava que eles eram simples espectadores do assalto, logo nunca poderiam ser culpados. Um espectador é por definição inocente, defendia, rematando: "Estamos na América, ninguém tem de ajudar ninguém". Aconselho o jovem a levar o caso a tribunal. Vou pedir o número do Jackie Chiles.

27.3.08

Comigo eram duas ou três arrochadas e acabavam-se logo as invenções

26.3.08

Em escuta ali ao lado

Há tempos alguém questionava quando é que deixariam de ser moda as festas 80´s para passar a ser moda as festas 90´s. Quando esse dia chegar, seja lá quando for, aquela que toca ali ao lado será certamente presença obrigatória.

24.3.08

Ficou por informar que não se deve inserir os dedos numa ficha de electricidade

A TVI deu a conhecer três casos de jovens que ficaram electrocutados junto à discoteca Lux, após terem subido para vagões e entrado em contacto com as linhas de alta tensão. No ar ficou a pergunta "quem se responsabiliza?". Aviso que a minha opinião pode estar ligeiramente influenciada pelo facto de ser um tipo um bocado esquisito, que não tem por hábito invadir linhas de comboio ou subir para carruagens. Enfim, sou um sujeito que não se sabe divertir. Contudo, em última análise, se um dia me apetecer galhofa valente e decidir subir para uma carruagem, e no processo sofrer um choque, não será muito difícil concluir que a culpa é minha. Mas, ao que parece, não é essa a opinião da TVI. Pelos vistos a Refer é responsável por não ter construído uma rede que impedisse as pessoas de subirem para as carruagens e andarem a pendurar-se nos cabos. Um dos casos revelados pela reportagem foi o de uma criança de 12 anos que, segundo revelou a própria, cansada de esperar pelo autocarro decidiu ir para as carruagens. Neste caso faltou, na minha opinião, a TVI escutar a Carris. Não fossem os autocarros andarem sempre atrasados e os miúdos não precisavam de ir para junto de cabos de alta tensão. Outro dos envolvidos, já com idade para ter juízo, revelou que "bebeu um bocadinho" mas nada que o deixasse inconsciente para a gravidade dos actos a praticar. Afirmou ainda que "se existisse uma rede não tinha subido". É um ponto de vista. O outro é o de que se existisse uma rede perdia-se a oportunidade de um valente regabofe madrugada dentro em cima de vagões perigosamente perto de cabos de alta tensão. Esta coisa da responsabilidade é muito bonita. Porque quase nunca envolve os próprios. Recordo que foi à conta de uns quantos "inocentes" que decidiram fazer uma corrida contra o comboio ali em Santos, com o resultado a ser favorável à carruagem, que agora o acesso está fechado e eu se for jantar à Portugália tenho de ir a Alcântara dar a volta para chegar de novo ao Cais Sodré. Um dia destes espeto-me contra uma parede e processo alguém por não estar ali um aviso a indicar que um choque contra uma parede faz dói-dói.

23.3.08

Proponho a substituição do coelho da Páscoa

pelo Bruno Aleixo.

21.3.08

Já é altura de o futebol dominar menos a vida de algumas pessoas

Parece que há quem não coma carne nesta altura do ano por causa do Quaresma.

19.3.08

The Sock Gap: Um blogue que não viaja para o Brasil na Páscoa

- I'm glad you were home.
- I'm always home. I'm uncool.

"Almost Famous".

18.3.08

Eu que já ando com saudades de um referendo

Concorda com a colocação de tatuagens e piercings, se realizados, por opção do próprio, em estabelecimento legalmente autorizado?

17.3.08

Celebrar o St. Patrick´s Day (II) *



* Ou gostar de bêbados.

Celebrar o St. Patrick´s Day *


The Corrs

* Ou música que faz bem aos olhos.

16.3.08

Tibete

Importa referir que os monges budistas são cabeças rapadas.

14.3.08

Gostar de bêbados



Portishead - "Roads"

12.3.08

Citando

O amor é como procurar estacionamento. Quando pensamos que acabamos de encontrar um lugar, percebemos que afinal é uma garagem.

in Espero Bem Que Não.

O que tu queres sei eu

Martina Navratilova critica tenistas que gritam. Ex-atleta revela que o barulho atrapalha a concentração da adversária.

11.3.08

Eles que venham a pé

Estado não paga regresso de falecidos em hospitais fora da região de residência

Tenho sentido o aumento da insegurança em Lisboa

Em particular na defesa do Belenenses. E parece que na luz e em alvalade aquilo também não está muito seguro.

9.3.08

Caros senhores da luta

A parte de fechar o trânsito eu até já aceito bem. Agora insistir sempre naquele cântico do "tá na hora tá na hora" é que já chateia um bocadinho. Se for possível uma atençãozinha em relação a isso agradecia.

7.3.08

O The Sock Gap feito pelo You Tube



Ministry of Silly Walks

5.3.08

Ohio que o parta

4.3.08

Se dão licença gostaria de insistir no tema

Natalie Portman wants grab Scarlett Johansson's breasts

3.3.08

Dar seis de avanço

Caso Meyong: Belenenses perde seis pontos

Andam a discutir o fim da publicidade na RTP

Mas a TVI acabou com o "Toca a Ganhar" e nem há uma palavra sobre o assunto. Não compreendo as prioridades.

1.3.08

Afinal só demora nove meses, por momentos pensei que demorasse nove meses ou coisa parecida

Tenho passado os meus dias a frequentar o Serviço Nacional de Saúde. Informo desde já, caso não tenham conhecimento, que existem coisas mais agradáveis para fazer. "Você tem uma lesão de futebolista", afirma o médico. "Óptimo, já arranjei a lesão só falta saber jogar", respondo. O problema é no joelho e no não-sei-quê-do-ligamento-interno. A coisa parece grave e é necessário cirurgia, diz o senhor doutor. Feitos os exames recomendados volto ao Hospital para conhecer a data. Assinatura num papel e "pronto, agora está oficialmente em lista de espera". "Tá giro", respondo. "Então e isto é coisa para demorar muito tempo", pergunto. "Segundo a lei pode chegar a nove meses", resposta. "E chega mesmo", questiono. "Não, às vezes ultrapassa", responde. Estou convencido que o Ronaldo não passa por isto. Ele não sabe o que perde.

Vou até ao Porto com um bastão de basebol e pode ser que aconteça ali uma coisa engraçada

Amanhã à tarde, quem circular pela Rua de Santa Catarina, na Baixa do Porto,corre o risco de ser agraciado com um abraço. A partir das 14.30 horas, junto ao centro comercial Via Catarina um conjunto de entusiastas dos afectos estará no local disposto espalhar sorrisos e a dar um abraço aos transeuntes.